quarta-feira, 29 de maio de 2013

Medos em casa ...

Vivendo em casa ...
Ao trazer o Pablo pra casa eu não tinha a mínima ideia de como seria, na verdade de como seria difícil para se adaptar com ele e ele conosco.
Logo na primeira noite o primeiro susto, como toda criança era pro Pablo acordar cada três horas para mamar, mais com ele não era bem assim pois ele saiu do hospital mamando apenas 50 ml de leite esses 50 ml, era pouco pra mim, mais pra ele mamar essa quantidade era uma eternidade levava cerca de uma hora. Isso me deixava bem cansada pois quando começava a dormir ele acordava pra mamar de novo, ele sentia frio, e fora as cólicas, que me faziam chorar junto com ele.
Bom ele acordou na madrugada peguei a mamadeira e sentei no pé da cama pois nunca dei mamadeira pra ele deitada ou ele deitado, e até hoje é assim foi uma instrução dos médicos. Comecei a dar a mamadeira e derrepente, começou a subir leite pelo nariz dele, fiquei desesperada, meu marido levantou rapidamente (minha mãe levantou na hora, pois moramos com ela), mais foi só um susto ele estava bem.
E era assim um cuidado total em todas as mamadas dele, e até hoje ele não mama se o bico não for de recém nascido pois ele se afoga, ele tem dificuldade em sugar e respirar, mais isso o médico já avia me falado que iria acontecer.
Mais o difícil como mencionei foram as cólicas, ele acordava desesperado, chorando muito, se retorcia  todo, no hospital não era assim, mais lá ele estava sob efeito da medicação.
Tinha noites que eu levava ele para o hospital pois não sabia o que fazer, fazia compressa, dava remédio, dava banho e nada.
E depois também descobrimos que seu intestino ainda não estava pronto pra funcionar totalmente sozinho e optamos por colocar supositório, melhorou bastante ele ficou assim cerca de uns dois meses com muita cólica.
Outro medo que tínhamos era da respiração dele e ainda temos, o Pablo tem uma certa falta de ar que os médicos não fazem ainda ideia de onde vem pois essa falta de ar só acontece quando esta dormindo. Estamos fazendo tratamento no pneumologista, ele esta em uso de um medicamento, uma bombinha que é aplicado com um espaçador, melhorou muito, mais não resolveu 100%.
Mais temos fé que tudo vai se resolver.
O Pablo faz vários acompanhamentos por ter nascido prematuro e vou tentar explicar um pouco de cada um em um post especifico para não complicar muito kkk
Ele passa na pediatra como toda criança, pneumologista, oculista, neurologista, fisioterapeuta, nutricionista.
Espero que com o passar das historias eu possa estar ajudando as mamães e futuras mamães a lidar melhor com seus filhos, não sou a melhor mãe do mundo me perco muitas vezes, mais aprendi que com a troca de experiências podemos nos tornar melhores, e por isso que pra mim também é importante os comentários de todos vocês.




Para vocês terem uma ideia do tamanho do Pablo em casa.

2 comentários:

  1. ser mãe de prematuro acredito que e ser mãe duas vezes

    ResponderExcluir
  2. ser mãe de prematuro acredito que e ser mãe duas vezes

    ResponderExcluir